Livros Infantis Para Tratar de Assuntos Delicados

O Porquê de utilizar livros infantis para tratar assuntos “mais delicados”?
Porque eles dão um norte na conversa. Muitas vezes a gente fica confusa, até mesmo de como iniciar uma conversa com nossos filhos em se tratando de algo que possa mexer bastante com a cabecinha deles, ou até mesmo, com sua emoção.
Se podemos contar com o nosso amigo livro para abordar assunto como a chegada de um novo irmão, ou  um tema como sexualidade (pra mim um dos mais difíceis), melhor.
O livro nos ajuda a dar uma explicação lúdica, e até mesmo adequada pra idade da criança. Eu, particularmente, fico bem confusa até onde posso ir. Até que ponto do assunto eu posso “assumir” e mostrar. Imaginando o que ela pode já saber, ou não.
O livro orienta os pais como usar uma melhor linguagem pros pequenos entenderem. Com o primeiro filho, então, eu acho uma santa ajuda.
Não tenham “vergonha” de recorrer a um livro pra explicar alguma coisa pros seus filhos. A gente trava mesmo!
Agora, é só escolher um Bom Livro pra isso.
E Boa leitura  em conjunto!
Dicas de livros pela Psicoterapeuta Dra. Amanda Pessoa de Melo: 
Vou ganhar um irmãozinho! Menino ou menina? De Mymi Doinet, Ed. Girassol.
O Que é Que Eu Faço, Afonso? De Sônia Barros, Ed. Atual.Quero ser meu irmãzinho. De Saruê, Ed. Melhoramentos
Quero ser meu irmãzinho. De Sandra Saruê, Ed. Melhoramentos.
Um novo bebê está chegando. De Emily Menendez-Aponte, Ed. Terapia Infante
Mamãe como eu Nasci? De Marcos Ribeiro, Ed. Salamandra
Sexo não é Bicho-Papão.De Marcos Ribeiro, Ed. Zit Editora
De onde Viemos?De Peter Mayle e Arthur Robins, Ed. Zastras
As Crianças querem saber… E agora? de Moacir Costa, Maria das Graças  F. Augusto, Sandra M. Paladino, Ed. Casa do Psicologo.
Nosso instagram: @maetamorfose
Instagram da Dra. Amanda: @AmandaPsicologa_

Mãetamorfose em Palavras: Cama Recheada

Quanto amor eu guardei para ver a minha Cama Recheada? Quanto amor, eu direi? O sábado e o domingo são dias que esse recheio transborda. Não tem cota, não tem hora. Quem dita o tempo, esqueceu que esses dois dias da semana são do tipo de nunca quererem ir embora…
Não tem compromisso, e nem indícios de rotina. Não tem agonia, repentina. Daqueles saltos acrobáticos da cama, aos sustos, para não perder a hora. Rogo aqui por mais finais de semana sabáticos assim…
Ah, Que bom seria se eles pudessem repetir todo o dia. Aqui vai meu sincero sentimento: Cama recheada do final de semana, por você todo o meu amor emana!
Agora eu vou lá, me juntar a eles e aproveitar. Porque postar também me tira esses minutos de preciosidade. Quem concorda em fazer o mesmo?
Instagram: @maetamorfose
Fanpage: /maetamorfose

Festa Super Original da Ursinha Sorveteira

Quando eu vejo um tema original na minha timeline eu corro logo pra ver os detalhes. Adoro quem usa a criatividade pra fazer a festa do seu filho um momento único, gente!
A Festinha de hoje foi o aniversário de 1 aninho da Fofíssima Fernanda. A mamãe, Duda Petríbu, preparou junto a Perylampo e a LaVie Festas o tema: Ursinha Sorveteira. Bastante rosa, ursas fofas e amor!
Nada mais justo  do que colocar bem muito picolé e sorvete no meio da comemoração, já que Duda é dona de uma sorveteria, a querida FriSabor. Transformar o dia-a-dia em festa é uma delicia, viu? 
 As fotos são por conta de Gabi Barros, da Pitanga Fotografia. Vê só:
Foto: Gatomia
Foto: Gatomia
Muita coisa linda, hein? Os personalizados deram um show de perfeição.  Não foi?
Tudo bem feminino, delicado, aguçando nossos sentidos e enlouquecendo as aficionadas por doces. Vontade de comer tudo só pelos olhos!
Parabéns, Duda, por tamanho bom gosto em forma de Festa! Amamos!
Mais Créditos:
Cenografia: Perylampo
Decoração: Lavie Festas
Personalizados: Única Design
Brigadeiros Gourmets: Chez Wiet

Docinhos: Lana Bandeira

Fotografia: Pitanga Fotografia

Maridos em Ação: Há Romance Após a Chegada dos Filhos, SIM!

Esse post faz parte de uma TAG Especial sobre Vida a Dois com a Chegada dos Filhos. Um espaço que gostaria de abrir não só pras mulheres, mas pros homens também. Como ponta pé inicial, perguntei para 4 maridos de amigas blogueiras muito queridas, o que, mesmo depois de tempos casados, eles continuavam admirando em suas digníssimas esposas. 
Programei uma surpresinha pra elas, onde fiz os maridos me prometerem que elas não saberiam nem sob tortura suas respostas (se algum falhou comigo, vão ver só!). Em primeira mão elas vão saber sobre o que mais eles as admiram. (Essa vai pra deixar a auto estima de vocês, meninas, ainda mais lá no ALTO! Hein?)
E vocês, queridas leitoras do Mãetamorfose e dos blogs de Ananda, Bia, Rê e Mari, sintam-se elogiadas através dessas 4 mulheres que aprendi a admirar através da blogosfera materna.
Muitas com certeza vão se identificar, lembrando da época onde nós e nossos maridos éramos apenas namorados. Rolava soltas as cartas de amor, várias mensagens e emails românticos, não era não? Não gosto de generalizar, mas QUASE todos os casais passam por isso, e quando os filhos vêm, manter esse ritmo de romance escrito e surpresinhas mais calientes é tarefa árdua.
O tempo fica ainda mais corrido, e conseguir parar, respirar, e voltar uma casa no quesito “te quiero” é bem complicado. Mas Não impossível. :)
Ai, logo após eu lançar esse pequeno projeto, por coincidência,  uma das participantes, Ananda, do Blog Meu Dia D Mãe, escreveu em seu instagram: “Agora prova de amor é ajudar com as crianças, com a casa, ter paciência com os nossos dias de TPM… Mas posso  admitir? Sinto falta dos cartões, das palavras…  Sou a unica?”
Não, Nanda. De fato eu te afirmo: Não és!
Pensando justamente nesse momento tão importante de escuta (e nesse caso, leitura), vejo o quão BOM é receber uma declaração de amor de quem a gente compartilha de tudo nessa  vida. Mostro com orgulho e muito carinho, meninas, as belas palavras dos seus Maridos, cheias de verdades e sentimentos, só pra vocês! E nossas leitoras, tá? Hahahahaha… 
Vamos lá? ;)
- Depois desses anos de casamento, filhos e muitas histórias pra contar, o que faz você continuar admirando a sua mulher?
“Quando era mais novo vivia me perguntando como era essa história de casar. Se eu as vezes enjoo até de mim mesmo como passar o resto da vida com a mesma pessoa? Acordar e dormir, numa roda gigante diária e constante, sempre a mesma mulher. Difícil essa tarefa de escolher com quem dividir tudo, pra sempre. Pra sempre!
Hoje me pego pensando como não passar o resto da minha vida com Ananda. Ela tem defeitos mil. E olha que não to falando de defeitinhos… mas até isso me faz ser apaixonado por ela. Como mãe, como esposa… sei que não importa como vai estar o meu dia, tenho um porto seguro em casa. É bem verdade que as vezes esse porto esta querendo me matar, mas não deixa de ser seguro. As pequenas coisas se tornam rotineiras e se descobre que no fundo é nelas que a felicidade fica escondida, quase camuflada. Evidente só a quem consegue ou quer vê-la.
É isso. Conviver e conhecer Ananda me fez evoluir da paixão para o amor, a cada dia escolhendo e seguindo. Pra sempre já não me assusta pois até a rotina se torna uma doce aventura diária quando se esta com quem te completa. E que coisa maravilhosa tem sido compartilhar minha vida e filha com ela!” Victor Motta, Marido de Ananda, do Blog Meu Dia D Mãe.
“Penso que o que nos mantém cada dia mais unidos é nossa cumplicidade. Nossa história de vida nos mostrou que realmente queremos e gostamos de ficar um ao lado do outro. O companheirismo e a dedicação dela com a nossa família, nos faz sentir prazer em estar em casa, todos juntos. E principalmente, porque além de todas as qualidades de mãe e esposa, a Bia é uma mulher linda! Não há como não admirá-la! Mesmo depois de todos esses anos, continuo elogiando ela quase que diariamente, e não é uma política de relacionamento não! É a pura verdade! Uma esposa linda, uma companheira pra sempre, uma mãe apaixonada.” Tiago, Marido de Bia do Blog Agora Sou Mãe.
“Tudo começa onde pra nós independente de namoro, casamento e filhos sempre guardamos, aproveitamos e usamos vários momentos para curtirmos só nós dois. Mas pra não fugir do assunto e começando a responder realmente a pergunta o que posso dizer é que Renata não é só minha esposa, desde do momento que nos conhecemos tinha algo de especial, ela sempre foi minha amiga, companheira, confidente. Pra quem conhece de fora pode até dizer: “vixe” essa “Luxo” deve ser muito abusada, muito metida…
Mas quem realmente conhece ela no dia a dia sabe a mulher que ela é. “Frescurinha” de beleza toda mulher deveria ter e se cuidar, não só pro seu companheiro, mas pra ela mesma. E ela sabe muito bem que a pequena parte que faltava pra eu me apaixonar totalmente foi quando nos conhecemos, e em uma viagem onde o balcão da pia do hotel que era imenso ela conseguiu simplesmente preenchê-lo todo com seus produtos de beleza, vale lembrar que ela não era ainda o “Luxobasiquinho”.
Primeiro de tudo: eu amo minha Renata, admiro desde a hora que acordo até a hora que deitamos no final do dia cansados, pois sabemos que temos um ao outro. Estamos sempre juntos nos momentos bons, mas principalmente nos momentos não tão bons é que nós crescemos juntos. Nem todos sabem, mas só pela sua profissão, Psicóloga com formação em Oncologia, e pelo bem que faz pra tantas pessoas acho que já merecia toda minha admiração e respeito.
Amo como ela cuida de mim, amo como ela cuida dos nossos filhos, amo simplesmente tudo nela. Defeitos todos nós temos, mas suas qualidades são tão superiores que nem me lembro mais deles. Muito difícil falar da pessoa que você ama e tentar expressar tudo aqui em linhas, mas pra tentar resumir o que admiro nela seria simplesmente “ELA”. Te amo minha vida, você merece sempre todas as homenagens que possam existir.” Ricardo Valença, Marido de Renata do Blog Luxo Basiquinho.
Na minha opinião, o casamento ou a união de duas pessoas, requer dedicação, cumplicidade, respeito, confiança, paciência, amor e admiração, para que o relacionamento seja duradouro e saudável.
Porém, acho que a admiração e o amor dão sustento para quando por algum momento as coisas desandarem. No meu caso, minha admiração por Mariana se inicia pelo jeito que ela enxerga a vida até a sua vontade de viver intensamente, além dos seus valores e princípios. Mariana é muito dinâmica e após se tornar mãe, parece que sua criatividade aflorou, meninona de coração bom e gigante, criativa, sempre tem novidades pra contar, falante, empolgada, animada, sorridente, brincalhona e tudo isso é contagiante.
O amor que ela tem por Davi e pela nossa família também fortalece minha admiração, já que na minha opinião a família esta sempre em primeiro lugar, bem como, o carinho com que ela educa nosso filho, que de certa forma, gera muita admiração da minha parte.
Apesar de ser extremamente preguiçosa e manhosa, quando se trata de trabalho, ela não foge da raia, demais dedicada e determinada, motivo pelo qual costuma alcançar seus objetivos e isso é admirável.
Mariana é a típica moleca, amiga, alegre, animada, divertida e doce, adora sentar no chão, sorrir alto, cantar, dançar, se misturar as crianças como se uma fosse e talvez até seja, na sua alma e isso é muito positivo.
Encantadora de crianças, apaixonada pelo mundo infantil, como poucas, consegue dominar a atenção dos pequenos e me deixa orgulhoso em saber que se encontrou na sua profissão.
Assim, acho que minha admiração vem sempre numa crescente, de acordo com as novas fases da vida que vão surgindo e fico feliz em ver que aquela jovem inocente e sonhadora, com quem namorei, se tornou uma mulher super mãe, com espírito jovem e determinada, com quem estou hoje casado, com quem compartilho os momentos de alegria e tristeza, aprendendo a conviver com todas as nossas diferenças e superando juntos os problemas que surgem.
Dessa forma, se fosse responder em uma frase ou em poucas palavras, diria que o que me faz continuar admirando minha mulher é o fato dela conseguir demonstrar em todos seus atos que suas qualidades são bem maiores que seus defeitos e por conseguir sempre me surpreender.” Diogo Mota, Marido de Mari Lira, do Blog Turma de Tia Mari.
E ai? Choraram, Meninas? Pode me contar a verdade! Hahahahaha….
Seus maridos deram um SHOW!
Agora… Nanda, Bia, Rê e Mari, podem desligar esse computador , ou deixar o celular de lado, e correr pra dar um abraço e um BEIJÃO neles. Se tiverem longe, LIGAR  e AMAR! Eu deixo! :)
Acompanhem essas mulheres admiráveis também pelo instagram:
Ananda Urias: @meudiadmae
Bia Mendes: @agorasoumae
Renata Valença: @luxobasiquinho
Mari Lira: @turmadatiamari