Causos & Casos de uma Miúda

A Saga do Ipad Cronometrado Continua…
- Mãe, posso jogar só um pouquinho agora de dia?
- Não pode, filha! Lembra do nosso combinado? Ipad só a noite e quando mamãe deixar…
Ela super séria e auto explicativa completa:
- Mas, Mãe, a gente entra no quarto, fecha todas as cortinas, e joga. Pode, mamãe?
- Miúda, quando mamãe fala a noite, é que fica escuro também lá fora, não só aqui dentro de casa. Tá certo?
Fim do diálogo e da tentativa diária de burlar a Lei do Ipad. E o Bico (da Miúda), mais uma vez, vai bater lá no teto.
Nossa Fanpage: /maetamorfose
Nosso Instagram: @maetamorfose

Causos & Casos de uma Miúda

Ao colocá-la pra dormir:
- mamãe, só pode jogar no IPad a noite, não é?
- é, meu amor! Só pode jogar a noite e quando mamãe deixar…
- é que papai me deu o iPad hoje de Dia. Não pode, né mãe?
- Hmmmm… É filha. Acho que papai deve ter esquecido… Mas pode deixar que eu vou lembrar a ele que ninguém pode jogar iPad durante o dia…
E foi assim que o Papai foi “dormir de couro quente”… 
Nossa Fanpage: /maetamorfose
Nosso Instagram: @maetamorfose

Diferença de Idade entre irmãos

Esta semana a Princesa me falou, pela primeira vez: – mamãe, eu queria que Isa tivesse apenas um ano a menos que eu! E logo tratou de me explicar o porquê: - Pois eu teria com quem brincar aqui em casa das “minhas coisas”.
Eu até poderia argumentar que elas brincam juntas, ficam juntas, mas não seria da forma que ela gostaria que fosse. Ou pelo menos, estava tentando me dizer. 7 anos de diferença pesa. Realmente. Mentiria em dizer que elas sempre estão em “conexão” em termos de suas escolhas de distração. E as brincadeiras tendem a decrescer, para o “nível” da Miúda, digamos assim, para poder florescer!
Quem, na prática, tem que ceder é a Princesa, para poder interagir com a irmã. Ou ela brinca, fala e articula como uma criança mais nova, ou ela não tem momentos de diversão com a irmã. Já pra Miúda nao é fácil, e nem mesmo possível , elevar seu grau de maturidade física e intelectual para brincar com as brincadeiras preferidas da sua irmã mais velha.
E sabe o que está começando a acontecer com mais freqüência? A Princesa está tendo atitudes de “Mãe” com a sua pequena. Ela está cuidando mais, consolando, educando, coisas que ano passado – pasmem – não acontecia tanto. A Princesa está se posicionando como porto seguro, zelosa, e mesmo com essa indagação, ela é um poço de paciência e dedicação.
É… os #10anos está mexendo com ela. E assim, finalizei nossa conversa: – mas se sua irmã não tivesse vindo na hora dela, talvez você não acharia tão fofa suas gracinhas, não teria como colocá-la no colo como você faz, não perceberia tanto as descobertas dela que você ama me contar ao final do dia.
Então, a vida é isso! Não temos tudo que gostaríamos, mas o que nos pertence tem, sim, a sua linda magia! 
Nossa Fanpage: /maetamorfose
Nosso Instagram: @maetamorfose

Lancheira Saudável para as crianças

Na última terça feira (20-01), eu e Mari Lindoso do blog Turma da Tia Mari participamos do #EncontrodeBlogueiras do Shopping Riomar com a presença da Chef Mila Cozzi. O tema? Lancheira Saudável.
Mila deu vários toques essenciais sobre a alimentação dos filhos e eu não podia deixar de compartilhar com vocês por aqui!
Para inicio de conversa, não adianta a mãe sair cheia de receitas novas de um encontro como esse e “tacar” as novidades na lancheira do filho, se ela ainda não apresentou esses mesmos lanches em casa. Para que a criança aceite os itens da lancheira, ela tem que comer rotineiramente este mesmo cardápio. O que contém ali dentro tem que ser algo familiar pro seu filho.
É importante que a lancheira dos pequenos seja de boa qualidade, que conserve bem os alimentos. E pra melhorar esse processo, devemos comprar aquela bolsinha em gel e colocá-la congelada dentro do compartimento destes mesmos alimentos devidamente protegidos por recipientes livres de BPA – Bisfenol A – (Lembram do bendito BPA das mamadeiras e etc? Pronto. Os conhecidos “Tapaués” também não devem conter esta substancia). Dessa forma, a comida fica resfriada por mais tempo e você fica mais tranquila quanto a sua conservação. Além disso, é mais seguro identificar, não só a lancheira, como cada potinho que vem dentro dela. Os adesivos em vinil aguenta água e são difíceis de sair.
Mila também nos contou que é essencial preparar o cardápio da semana com antecedência, ela costuma organizar tudo aos domingos, inclusive sua ida ao supermercado é neste dia. Assim não perdemos o foco na hora das compras, não esquecemos dos itens principais, e não gastamos por conta com coisas desnecessárias.
Outra coisa importante nesta organização toda é colocar as frutas e alimentos mais perecíveis pro inicio da semana, enquanto os que “seguram mais onda”, como a uva por exemplo, devem ficar para os últimos dias. E para as mamães que vivem com pressa e que trabalham, uma informação legal é que os alimentos após manipulados – tratados/cortados -, incluindo as frutas que não estejam muito maduras, podem ficar na geladeira por no máximo 3 dias. Então, vocês já podem deixar as frutas cortadas na geladeira dentro dos recipiente, e pela manhã, estas vão direto pra lancheira do seu filho.
Aprendemos neste encontro que alimentar é diferente de nutrir. Por isso, a importância de apresentar aos filhos comidas ricas em nutrientes, evitando ao máximo os industrializados. Outra verdade é respeitar a quantidade que a criança aceita, sem forçar muito a barra. Uma colherada, um grão, o que for. Já considere uma vitória. Não desista de oferecer a seu filho esses alimentos, seja persistente no que se refere a cada novo dia voltar a oferecê-lo. Só não fique forçando para que ele coma tudo de uma só vez. Assim você pode gerar “traumas” na criança, e eles precisam ter uma boa relação com o alimento.
Mila nos passou ainda a melhor composição de tipos de alimentos pra lancheira da criança: Água, sucos, frutas, carboidratos, proteínas e oleaginosas.
Segundo ela, podemos oferecer sucos feitos com poupa de fruta de boa procedência, sim. Nada se comparado ao suco da fruta fresca, porém melhor do que bebida industrializada, refrigerante… O Suco de uva integral, daqueles que vêm em garrafa, também pode ser uma boa opção para os dias mais corridos. Basta acrescentar um pouco de água para dar uma diluída. Para o suco de maçã, se colocarmos 5 gotinhas de limão faz com que o líquido não escureça facilmente. 
Para dar uma variada no cardápio das crianças, a gente pode testar frutas desidratadas, como: Passas e blueberry. Como também aprender algumas receitas novas como as que constam no site de Mila: a do Pão de Queijo (para receita clica aqui) e do Muffin de Banana (para receita clica aqui), por exemplo, pois são opções vistosas e gostosas para que as crianças não se sintam tão pra trás dos colegas que levam Guloseimas pra escola.
Ela nos orientou preferir o frango processado e temperadinho, ou até com requeijão pra formar uma pastinha, do que os embutidos como: o peito de peru. Outra receita fácil e chamativa é fazer picolés de fruta batido com iogurte natural, ou até mesmo colocar as frutas servidas no palito, já que melhorar a apresentação dos alimentos, aguça e muito a vontade dos pequenos. Outra forma de adoçar o iogurte natural, que muitas vezes as crianças evitam, é utilizando as geleias de frutas (vermelhas, morango e etc) sem adição de açúcar, uma marca que eu particularmente uso em casa é a Queensberry.
Simmmm, e uma boa noticia de “libertação” para nós, pais que NEM TODOS OS DIAS consegue ficar firmes na organização e preparo 100% natural dos lanches das crianças, é que podemos recorrer aos industrializados quando realmente o bicho pegar! Algumas dessas opções dos industrializados “menos ruins”, digamos assim, são: a água de coco em caixinha, biscoitos e bolachas integrais de marcas confiáveis – como JASMINE- , os cerais – matinais – sem adição de açúcar, leite fermentado – Yakult – e por ai vai…
Tiveram mais alguns detalhes debatidos no dia, a conversa rolou solta, e ficou difícil a gente ter que finalizar o bate papo. Mas acredito que este resumão ai de cima já clareie muitas mentes de quem não pode participar com a gente! Não foi não?
Então, não deixa de acessar o site de Mila Cozzi (www.milacozzi.com.br), com várias receitas legais, nem o blog da amiga Mari (www.turmadatiamari.com.br), e segue a gente pelo instagram (@maetamorfose) também. Por lá vocês ficam sabendo das novidades que a gente participa, praticamente, em tempo real. :)