Dica do especialista

Amamentar é preciso, mas não é NADA fácil!

30 set de 2011 comentários
image
Esse post vai para as mamães, que assim como eu, querem amamentar com exclusividade até o sexto mês dos nossos bebês.
Venho trocando muitas ideias pelo twitter  com outras mães (para os que ainda não me seguem, faz o favor, hein? lá o negócio tá muito mais movimentado do que por aqui…) e esta semana Inês, uma mãe querida e leitora do Blog, foi no IMIP aqui de Pernambuco buscar ajuda sobre o assunto.  Eu tratei logo de pedir a ela todas as informações que ela catou por lá, e entre outros conhecimentos que já tinha, vou “divagar” sobre este assunto tão presente no nosso dia a dia.
Eu amamentei a Princesa por quase um ano, era a rainha do leite, e esperava que com a Princesa Miúda não fosse diferente. Só que neste meio tempo houve um agravante: o SILICONE. Coloquei os benditos nos meus seios já prevendo que alguma mudança neste requisito poderia ocorrer. No primeiro momento tive colostro até umas horas, então, me aliviei bastante.  Porém, com o passar desses dias, estou notando que meu leite está sendo produzido, apenas, o essencial pra satisfazer a Miúda. Desmamar? É uma guerra, minha filha!
Quando consigo tirar 50 ml é uma glória! Para poder passar algumas horinhas fora de casa, é coisa de uma semana tirando leite aos poucos pra encher pelo menos uns 160 ml.
Apelei pra tudo. Tintura de Algodoeiro, muito suco de Uva Isabel, haja água, Chá da Mamãe, Caldo de cana (ARRRGHHH), mungunzá, e assim vai… Faltar leite pra ela nunca faltou, mas sair de casa por mais de duas horinhas, nem pensar!
Liguei desesperada pro Pediatra das meninas falando o que tava acontecendo e ele me passou um “santo” segredinho, que vou compartilhar com vocês, mas vou logo avisando que é pra perguntar pros seus respectivos doutores adorados, hein? Nosso amado pediatra me passou PLASIL, aquele mesmo contra enjoo, de 10 mg, pra tomar um a noite e outro pela manhã até os peitões encherem de novo. E não é que adiantou o danado? Tomei três comprimidos e passei três dias jorrando leite!
Mas alegria de “Mãe Lactante Alucinada pela Desmamadeira” durou pouco! Tive que repetir essas dosagens várias vezes pra continuar tendo esse leitão todo, só que não posso passar mais de 15 dias nessa resenha.
Voltei a quantidade “suficientemente” necessária para Miúda ficar bem e NADA a mais!
Voltando a ida de nossa amiga Inês ao IMIP…
Inês nos trouxe uma novidade, pelo menos pra gente! Além da máxima dos líquidos pra encher nossas mamas de leite quentinho e saboroso, a COMIDA também interfere diretamente na nossa produção. Ou seja, os mesmos vilões que dão cólicas aos babies são responsáveis por inibir a nossa fábrica ambulante!
Relembrando: Chocolate, Café, Frutas Cítricas, Refrigerante e Derivados de leite. Não precisa extingui-los do mapa, apenas reduzir e muito o seu consumo!
Já os alimentos amigos das lactantes são: Folhas, quanto mais verdes melhor, suco de uva (Tipo Isabel, e podem cozinhá-las, viu?), muito líquido, muito líquido, muito líquido…
Nos é permitido, SIM senhor: até seis xicaras pequenas de café por dia, descafeínado é ainda melhor! E meia taça de vinho, ou 150 ml, até duas horas antes de amamentar. Pra mim, essa segunda parte não dá pro gasto, por isso prefiro continuar no ZERO álcool.
Os adoçantes, pelo IMIP, estão liberados! Eu continuo usando o Sucralose da Línea que estava usando na minha gestação, assim como meu polivitaminico de gestante continua fazendo parte do meu dia a dia
Lactantes estão proibidas de fazer regime nessa fase. Alimentação saudável, sim! Haja frutas, sem serem cítricas porfa, e cereais, porque fome a gente vê por aqui .
Agora o segredo mesmo, tirando o Plasil (hehehe), é o descanso! Dormir é preciso. Eu sei o quanto é difícil, mas sabe aquele cochilinho no meio da tarde de pelo menos meia horinha? Ele ajuda horrores, e a noite nem se fala…

Algumas considerações sobre o uso do “leite desmamado”:

  1. O leite que não é pasteurizado deve ser conservado até duas horas em temperatura ambiente, até 12 hs na geladeira (não usar as portas), e até 15 dias congelado no freezer;
  2. O Pasteurizado pode ser conservado até 6 meses congelado no freezer;
  3. Após descongelado, o leite materno não deve ser recongelado. Se não for utilizado e não tiver tido contato com a boca do bebê, ele pode ser guardado até 12 horas na geladeira.
Se precisarem de mais informações, é só entrar em contato com o próprio IMIP. Lá eu garanto que vocês irão sair expert sobre este assunto.

Ps: a foto pra ilustrar o post é só uma brincadeira, tá gente? Mas não é fofa? hehehe…