Dica do especialista

Contar ou Não Que o Papai Noel Existe?

9 dez de 2014 comentários
Esse ano é o primeiro ano de fato que vejo a Miúda “entender”, aguardar e aclamar pelo Natal. Pelo Papai Noel, mais precisamente dito.
Antes era aquela coisa: ela ouvia o galo cantar, mas não sabia da onde. Hoje eu posso, enfim, explica-la com a riqueza de detalhes que eu julgar necessária. Daquela de abrilhantar a alma, onde a magia desse momento sempre nos remete ao gosto de uma infância feliz. Sabem como é, né?
Também este foi o primeiro ano onde comecei a explicar a verdadeira historia do Natal: Sobre o Nascimento do Menino Jesus, sobre Maria, sobre o Pai, José. Sobre os Três Reis Magos. Me dando até vontade de montar um presépio em casa, junto a árvore de Natal…
E ela está começando a captar, lindamente, as coisas. É uma delicia perceber seu olhar curioso, atento e fofo. Ah, os encantos de se chegar aos 3 (anos) nessa época do ano…
Pra mim, ninguém deve tirar de uma criança a capacidade de fantasiar, de viajar sob as histórias e de se encantar! Fazer novas versões em conjunto, trabalho em equipe mesmo do tipo: “E aí, filha? O que você acha que vem depois?”, é uma forma que eu amo de passar minutos preciosos junto as minhas filhas, principalmente antes de dormir. Já vi vários estudos afirmando que incentivar essa fantasia de forma saudável aumenta e muito a criatividade das crianças. E nada melhor do que aproveitar esta época do ano com a magia do Papai Noel que é, sem dúvida, uma das recordações mais bonitas que trazemos da infância. Eu sei que muitos pais têm dúvidas sobre o que dizer aos filhos em relação ao Papai Noel, e eu respeito muito as famílias que não vivem essa história em suas casas. Mas se minha filha me perguntar se ele realmente existe eu diria, avaliando o grau de maturidade da minha criança: “Assim como o Coelhinho da Páscoa, a Princesa Ariel e o Saci Perêrê, o Papai Noel existe pra quem quiser acreditar nele! Nos nossos sonhos e nos nossos corações!
Deixando ela ir tirando as conclusões que sua cabecinha alcançar…
Se já for maiorzinho tipo uns 8 a 9 anos, eu contarei sobre a vida de São Nicolau, a inspiração, segundo dizem, para a Lenda do Papai Noel. E o que até  hoje representa essa bela atitude, levando as pessoas assim a replicarem.
A Princesa descobriu a Não-Existência do Papai Noel na escola, através dos amigos. Que eu acho a forma mais natural mesmo dessa descoberta acontecer. E quando ela veio me contar sobre isso, continuei firme em sua história de amor e solidariedade. Que ele existiu, ele existiu, sim. Um dia. Todos os anos saia pelas ruas dando as pessoas os seus sonhados presentes! Na verdade, ele continua existindo, dentro de muitas pessoas bondosas, que repetem seu exemplo ano após ano. O Papai Noel está dentro dela, está dentro de você, e está aqui em Mim. O Negócio é deixa-lo fluir em nossas atitudes de empatia e amor ao próximo. Proporcionar a realização de um sonho a alguém que não tem condições de alcança-lo sozinho é Ser Um Papai Noel Arretado, não é não?
E você? Como faz na sua casa? Conta pra gente! 🙂
Leia também: Mãetamorfose no Divã  por Dra. Amanda Pessoa de Melo.
Nossa Fanpage: /maetamorfose
Nosso Instagram: @maetamorfose