Dica do especialista

Diabetes na Infância: conhecer para prevenir

14 nov de 2013 comentários
Olá leitores do Mãetamorfose, aproveitando essa “onda azul” vim falar um pouco sobre esta doença tão comentada, porém que poucos se aprofundam, e por isso a demora em seu diagnóstico.
O que é diabetes?
Diabetes significa que há aumento de glicose no sangue.
Você sabia que crianças e adolescentes podem ter diabetes?
Em todo o mundo vem aumentando ano após ano o número de casos de diabetes em crianças e adolescentes. Existe dois tipos principais de diabetes, o diabetes tipo 1 afeta mais crianças, adolescentes e adultos jovens. É causada pela destruição de um tipo de células que estão presentes no pâncreas, estas células são responsáveis pela produção da insulina, que é a substância responsável pela transformação da glicose (açúcar) em energia. É importante conhecer mais sobre esta condição pois o diabetes é a segunda doença mais comum na infância (Sociedade Brasileira de Diabetes). O diabetes tipo 2 afeta um número maior de adultos a partir dos 40 anos, no entanto devido aos maus hábitos alimentares, sedentarismo e stress o número de indivíduos jovens diagnosticados com diabetes tipo 2 tem aumentado muito.
Sintomas
O diabetes tipo 1 surge de forma abrupta, existem sintomas clássicos para se diagnosticar o diabetes, então caso estes sintomas estejam presente é importante procurar um médico para fazer os exames de glicemia para o correto diagnóstico e adequado tratamento. Então preste atenção para os seguintes sintomas:
– Sede excessiva
– Rápida perda de peso, mesmo se alimentando normalmente
– Fome exagerada
– Cansaço inexplicável
– Muita vontade de urinar
– Má cicatrização
– Visão embaçada
– Falta de interesse e de concentração
– Vômitos e dores estomacais, frequentemente diagnosticados como gripe.
Diagnóstico
O diagnóstico do diabetes deverá ser feito pelo médico, através de um exame simples é possível medir a glicose no sangue para saber se é diabético ou não.
Complicações do diabetes
A prevenção do diabetes é importante para diminuir as suas complicações. Os diabéticos geralmente têm problemas de visão, renal, vascular e problemas na gengiva. Mesmo em crianças é possível observar que a saúde bucal dos diabéticos é pior quando se compara com não diabéticos. Em crianças e adolescentes diabéticos observa-se um inchaço na gengiva e também podem apresentar perda do osso que sustenta os dentes.
Paciente diabética com 14 anos de idade apresentando inchaço gengival, nos dentes inferiores já apresenta perda de osso entre os dentes.
Um dos cuidados com a saúde bucal é para evitar que os dentes sejam perdidos pela doença periodontal (doença da gengiva), que é mais comum nestes pacientes. Além disso, quem apresenta diabetes tem o sistema imunológico mais frágil e pode adoecer com maior frequência. A realização do tratamento adequado previne as complicações descritas, e várias formas de tratamento são possíveis.
Em crianças é comum sintomas de hipoglicemia (desmaio, perda dos sentidos, visão turva, tremores, palidez, suor excessivo, coração acelerado). Isto acontece quando os níveis de glicose no sangue ficam muito baixos, é necessário uma ação imediata, pois o progresso dos sintomas pode levar a sérias consequências. Quando evidenciam-se os sintomas deve ser oferecido algo açucarado. Em crianças que fazem uso de insulina isto pode ocorrer devido ao excesso de insulina aplicado. As escolas que tem alunos diabéticos devem orientar os professores e auxiliares a agir caso percebam algum indício de hipoglicemia.
É importante que os pais auxiliem os filhos a conviver com o diabetes, porque atualmente há várias opções de tratamento e a criança pode ter uma vida normal, com alguns cuidados.
Caso seu filho(a) comece a ir muitas vezes ao banheiro, se observar uma perda de peso sem causa aparente, procure um médico para verificar a possibilidade de seu filho(a) ser diabético(a). Peça ao seu médico de confiança um teste para glicemia. Tendo o diagnóstico positivo, ajude a criança nesta nova condição. Todos na família irão passar por um período de adaptação, mas o envolvimento dos pais e dos irmãos é de suma importância para o sucesso do tratamento.
Dia Mundial do Diabetes
Todo dia 14 de novembro se comemora o dia Mundial do Diabetes, em várias cidades do mundo monumentos famosos se iluminam de azul, o símbolo da campanha é um círculo de cor azul. Então, neste 14 de novembro vista azul e chame a atenção para o diagnóstico desta condição que afeta milhões de pessoas em todo o mundo, e o Brasil ocupa a 4ª colocação em número de pessoas com diabetes.
Para saber mais sobre o Novembro Azul e Dia Mundial do Diabetes basta acessar: http://www.diamundialdodiabetes.org.br/
Texto pela Profª e Dra. Renata Cimões da UFPE.
E-mail: renata.cimoes@globo.com
Obrigada, Dra. Renata, pelo carinho e interesse em divulgar um assunto tão importante através do Mãetamorfose. Com certeza essas informações irão ajudar muitas famílias, inclusive, a minha. As Portas do Mãe estarão sempre abertas. 🙂
Bruna Monteiro