Mãetamorfose em Palavras

“Mãe, vamos brincar?”

14 jul de 2015 comentários

“Mãe, vamos brincar?” Famosa frase que costumamos escutar. Diga se não é? A verdade é que muita vezes a gente termina achando que esse chamado só nos aparece nas horas mais “improprias”. Vai, pode confessar. Também vejo que algumas vezes não damos a devida importância para esta vontade deles: chamar pra brincar, na língua dos filhos, pode ser não só para passar o tédio, mas para nos ter loucamente por perto! Os pequenos, quase sempre, nos mostram que a questão de “não desistirem da gente” é inversamente proporcional ao seu tamanho. Quanto menores, mais insistentes! Que sabedoria. Deles, não a nossa, quando não percebemos a tempo!
O que eu posso falar diante da minha experiência em meu lar é que, com o passar do tempo, esses convites e sinais que os filhos tendem a nos dar vão ficando mais raros de se encontrar. E a distancia entre pais e filhos começa a teimar em nos rondar. E você vai perceber e se questionar sobre “o Porquê do seu filho não te procurar mais?”, e a saudade dos tempos onde eles nos desejavam quase certo não vai querer te deixar em paz.
Diante disso, o que nos resta? Aceitar, parar tudo, e ir lá brincar um pouquinho! Bora lá?
Um texto escrito por mais: Vamos, filho! E menos: “Já, já!”
Siga nossa Fanpage: /maetamorfose
Siga nosso Instagram: @maetamorfose