Mãetamorfose em Palavras

Mãetamorfose tu: Gabi Trindade

14 out de 2010 comentários
 EUA_769[1]
Porque Tias também podem, e devem, escrever aqui neste espaço cheio de emoções do Mãetamorfose.
E aqui estou eu, querendo contar para todo mundo como foi a chegada de Mateus na minha vida…
A notícia que ele viria foi num momento bem agitado da minha vida, faltavam 9 meses para o meu casamento e eu estava numa correria daquelas, trabalhando 10hs por dia, reformando apartamento, escolhendo flores, vestido, convite… e de repente, ia ser Tia! Então tivemos que dar uma ‘pausa’ no meu casamento por uns 4 meses.
Afff… foi uma ano de muitas  emoções na minha família! Ai começou aquela expectativa, Mateus vai nascer antes, durante ou depois do meu casamento? Se ele nascer antes, será que minha irmã , minha única irmã, não vai para o meu casamento? Se ele nascer depois, eu estarei viajando e não estarei aqui? Passei noites e noites pensando como seria. Mas Deus nunca nos deixa, não é? E tudo deu certo, super certo!
Mateus chegou no dia 15/04/2009, numa semana super especial, na semana do meu casamento! Três dias antes do casório. Ele nasceu numa quarta-feira, ai quando me lembro, chego a chorar só de lembrar quantas emoções eu senti naqueles dias: ansiedade, felicidade, amor, muito amor, mais amor…
Não sei explicar exatamente meus sentimentos ao ver Mateus pela primeira vez, sei que chorei, sorri e senti um amor que não cabia em mim, meu coração parecia que tinha crescido.
Mas logo depois, vi meu coração apertado, angustiado, agoniado, porque na condição de noiva, eu tinha mil coisas para fazer, como mala, ensaio da igreja, ver todos os presentinhos que estavam chegando, relaxar (como assim?) enfim, não consegui ficar o tempo que gostaria com o meu Gordinho, e ainda viajaria por 15 dias. Chorei de saudades de uma pessoa que eu nem conhecia direito. Amor de Tia é materno, viu? Tenho certeza!
No momento em que eu entrava na Igreja, Mateus dormia tranqüilo com a Avó Paterna. Assim, minha irmã conseguiu entrar linda no meu casamento. Logo depois, ela deu uma passada na recepção para registrarmos aquele momento tão especial para nós. Mateus também apareceu, ele ficou 1min. Tempo suficiente para tirarmos uma foto e ele com seu rostinho lindo me dizer:
“Fica tranqüila, Titia, que teremos muito tempo para ficarmos juntos!”
Essa eu participei um pouco. Fiquei impressionada com aquela miudeza na recepção do casamento da Tia amada! E quem vai dizer que amor de Tia não se parece com o de Mãe? Quem se atreve? Parecer não quer dizer que seja certamente O amor de Mãe, hein gente? Mas pode ser bem próximo disso…
Texto por Gabriela Trindade, Odontopediatra, ou simplesmente, a Doutora que cuida de dentinhos minúsculos e dar muitos brindes depois da consulta.