Mãetamorfose em Palavras

Ser mãe de TPM

13 jan de 2017 comentários

mae tpm

Mãe não devia ter – sobre hipótese alguma – TPM. Mas tem. Paciência.
Alguns carinhos muito grudentos, pra você fora de hora, chegam a irritar (um pouco). Podem atirar pedras.
Repetir, ou melhor ouvir a palavra mãe milhões de vezes no dia ao invés de ser melodia doem com mais profundeza nos nervos. Podem atirar pedras.
Tudo que você mais ama em receber dos seus pode passar a lhe acometer em agonia. Podem atirar pedras.
Uma birrinha de nada pode te fazer explodir de raiva. Podem atirar pedras.
Recusar a comer vai te fazer revirar os olhos, bufar e falar as mais diversas chantagens emocionais relacionadas ao “se você não comer… não vai ter, fazer, ou reaver”. Podem atirar pedras.
Ao estourar, e se culpar, não hesitaras em chorar. Podem atirar pedras.
Mãe não deveria ter TPM. Repito. Pelo simples fato da casa inteira oscilar conforme a mestra. E a resseca moral pós Tensão geral é a mais avassaladora pra (c)alma. Podem parar de atirar pedras.